Fisio in Fit

Ajustes dos tacos da Sapatilha

Nos últimos anos a população tende a preocupar-se cada vez mais com sua saúde e qualidade de vida, e é com base neste objetivo que o ciclismo tem se proliferado na sociedade, pois é um esporte que proporciona aos praticantes um aumento na sua capacidade cardiopulmonar, melhora na sua condição física (musculoesquelética), desenvolvendo uma maior destreza em sua coordenação e equilíbrio, além de promover uma interação social entre os praticantes, aliviando o estresse e ainda é uma atividade prazerosa sem impactos sobre as articulações.

Porém a prática do ciclismo sem a realização do bike fit (ajuste da bike), irá geração lesão a este praticante, não pelo impacto gerado nas articulações, como em outro esporte,  exemplo; a corrida, vôlei, futebol entre outros, mais sim pelo esforço repetitivo realizado pelas articulações do ciclista durante o movimento de pedalar na posição errada, na tentativa de adequar seu corpo a bicicleta , onde o correto e a bicicleta ajustar-se a postura do ciclista.

O bike fit é indispensável para os ciclistas, e uma das regulagens essenciais no bike fit é o ajuste dos taquinhos da sapatilha, pois os pés do ciclista tem uma importância fundamental no bike fit, já que eles são um dos responsáveis para um bom posicionamento,  geração de força e no rendimento do atleta. Claro que em ciclista que utilizam bicicletas com pedal cliper.

Os pés têm uma capacidade de ser resistente para suportar impactos e gerar força, como por exemplo, quando você caminhar, correr, pular ou pratica musculação, ao mesmo tempo ele é maleável para se adaptar aos diferentes tipos de terreno, ajustando se as superfícies estáveis onde lhe posto, como por exemplo, ao caminhar na areia, e alguns calçados.

Muitas das lombalgias (dores lombares) sentidas fora e dentro do ciclismo está relacionada a uma diferença no formato da planta dos pés, no arco plantar ou na distribuição de peso sobre o pés, que irá gerar uma compensação em outras articulações como tornozelo, joelho, quadril e com isso provocar uma sobrecarga na base da coluna, causando dores. Por isso é indispensável uma avaliação da planta dos pés, do arco plantar e da distribuição de peso sobre os pés.

25rs_800w.jpg

Os tacos devem ser posicionados em uma região conhecida como antes pé, local com grande concentração de músculos e também por ter um “coxim gorduroso”, proporcionando um amortecimento aos impactos e muita força durante a pedalar.  

A primeira correção a ser realizado no bike fit é executado nos tacos pois caso o mesmo esteja errado o bike fit ficará errado. O posicionamento dos tacos é fundamental, pois os tacos em posição errada poderão causar formigamento, dormência nos pés, metatarsalgia (dor no meio do pé) e diminuição da força. Porém além da posição dos tacos também a necessidade de ajustar o ângulo do taco em relação à sapatilha, deixando a pedalada mais fisiológica possível para o ciclista, pois sem essa correção pode originar aumento da tensão sob os músculos das panturrilhas e plantas dos pés, também ocasionará dores e inflamações nas regiões laterais, mediana e posterior de joelhos, por tensão sobre os meniscos, ligamentos dos joelhos (colateral lateral e colateral medial) além de dores na inserção dos tendão dos músculos posteriores, adutores, abdutores e no tendão do calcâneo (mais conhecido como tendão de aquiles”), outra causa comum observada com o mau ajuste dos tacos está relacionado ao desgaste dos equipamentos da bicicleta precocemente (como por exemplo:, de tanto o  pé ficar roçando no pé de vela ele acaba ficando “polido”) assim como outras repercussões, desgaste precoce dos tacos e do pedal.Todos os ciclistas que utilizam bicicletas com pedais cliper devem preocupar-se com o posicionamento dos tacos de sua sapatilha, para não correr o risco de sofrer uma lesão séria que lhe impossibilite de atividades básicas de vida diária ou até mesmo a proibição da prática do ciclismo, por causa de um descuido seu em relação a um ajuste simples.

ADD COMMENT